segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Leitura ao acaso.....!!!




Há dias peguei num livro, ao acaso...
Quando olhei para a capa e respectivo título, percebi que me era totalmente desconhecido, ou seja..., mais um daqueles livros que compramos a pensar que um qualquer dia, quando tivermos tempo de sobra, iremos ler...
Mas afinal passaram-se vários anos e só agora, por mero acaso, "tropecei" nele...
Vamos ver se este vai ser um daqueles que "chamam" por mim...
Para já, abri-o ao acaso e detive-me num episódio passado junto ao mar...., nada mau...
Acho que vou gostar....e o melhor será começar pelo início...


A proximidade com o mar é sempre muito desejada, pelos momentos de contemplação e paz interior que propicia..






Não sei quantas almas tenho...


Terei várias...? Quem sabe...!!!
O que é verdade é que certos dias me sinto com uma alma diferente...., às vezes digo mesmo: "tenho uma alma nova" e gosto de me sentir como tal..., de "alma nova"..., para, com tranquilidade, admirar o que me rodeia e me encanta..., celebrar a vida...
Gosto de celebrar a vida...!!!






________________________________
De: Fernando Pessoa
"Não sei quantas almas tenho"



Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem achei.

De tanto ser, só tenho alma.

Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,
Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.

Cada meu sonho ou desejo,
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem,
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só.
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo

Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.

Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo, "Fui eu ?"
Deus sabe, porque o escreveu.

sábado, 16 de dezembro de 2017

Então, que fazer...???


Começar a escrever quando pouco ou nada há para dizer..., é difícil...
Arranjar um tema ácerca do qual alguma coisa possa ser dita, (quando, por mais que nos esforcemos, tudo o que nos vem à memória parece inadequado e desprovido de conteúdo...), é, no mínimo, um esforço inglório, que, além de cansativo é destruidor...

Então que fazer???

Talvez tentar recordar bons e inesquecíveis momentos, sejam eles recentes ou de um passado remoto..., aqueles em que o espírito e os  olhos se deliciaram com o que viram e sentiram...
Mas..., melhor do que remexer no baú das recordações, é, sem dúvida alguma, ir ao encontro do que queremos...!!!

E porque não...?














quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Convívio...


O grupo do costume reuniu-se hoje com o Professor Novais Granada, num almoço de Natal que teve lugar no Pátio do Faustino.









quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Um café, de qualquer jeito...!!!



Um café que espera,
enquanto esperamos...
Cheio, curto, pingado?
Tanto faz,
pode ser abatanado...

Em chávena aquecida ou não,
não importa...
Se grande for a demora,
quero, simplesmente, um café
Agora...!!!



terça-feira, 28 de novembro de 2017

Afável Outono...!!!


Afável, o Outono 
abriu as suas portas
e com um piscar de olhos
deixou passar 
o desejo de quem 
o quer sentir, viver, descobrir...







segunda-feira, 27 de novembro de 2017

A Cidade Branca do Alentejo...







Estremoz, a "cidade branca" do Alentejo

É assim denominada, devido à cor do casario, mas também pelas suas jazidas de mármore branco (o célebre "Mármore de Estremoz"),cuja exploração se supõe ser bastante antiga, pelo facto desta pedra estar presente no altar mor da Catedral de Évora e também no Templo Romano da mesma cidade. 

Decorridas algumas dezenas de anos, desde a minha primeira e única visita a esta cidade alentejana, senti vontade de voltar, para tudo rever, mas, num curto espaço de tempo, era impossível, pelo que, para muito breve, uma outra visita se impõe...



domingo, 26 de novembro de 2017

Quase Natal...!!!


A poucas semanas do Natal tudo se prepara para a sua celebração...

Quem não gosta desta quadra?

Quase toda a gente, creio eu, especialmente desta fase do "quase Natal", dos preparativos, das compras e dos mimos para presentear a família e amigos...

Não faltam por aí passadeiras vermelhas, presépios, árvores de Natal e uma infinidade de decorações natalícias...

Torres Vedras também já se "vestiu de Natal" e apresenta-se assim: